DestaquesNotíciasÚltimas

Dia Nacional de Combate à Intolerância Religiosa

Hoje, 21 de janeiro, é o Dia Nacional de Combate à Intolerância Religiosa, que marca a luta contra discriminações, agressões e ofensas contra religiões, liturgias e cultos.

Os dados do Disque 100 do Ministério da Mulher, da Família e dos Direitos Humanos apontam o registro de 301 denúncias e 347 violações da liberdade de religião ou crença de janeiro a agosto de 2021. O Rio de Janeiro é o estado com o maior número de casos: 96 violações do direito à liberdade de religião.

A população negra permanece, como sempre, sendo mais atacada, com 142 violações durante o ano, e as religiões de matrizes africanas são as que recebem mais violações: 44 contra vítimas do candomblé e 37 contra umbandistas. Os ataques no Rio de Janeiro a terreiros concentram-se em municípios da Baixada Fluminense.

Felizmente, o Rio terá o primeiro observatório brasileiro para o racismo religioso, o “Observatório Mãe Beata de Iemanjá sobre o Racismo Religioso”. A equipe será composta por representantes de instâncias governamentais e da sociedade civil.

O estado do Rio de Janeiro já tem uma Delegacia de Crimes Raciais e Delitos de Intolerância, no Centro do Rio (capital). As vítimas podem realizar denúncia lá ou em qualquer unidade policial. Também podem fazer por meio do Disque 100, específico para denúncias que violam os direitos humanos.

Se já viveu ou soube de ataques de intolerância religiosa denuncie!

Saudações à luta!

Direção Executiva – Biênio 2021-2023

Compartilhe!