Lutas

SINTIFRJ apoia Aldeia Maracanã contra ameaças de bolsonaristas

Mais um ataque aos povos indígenas pode estar sendo tramado: uma motociata pró-Bolsonaro está sendo marcada para a manhã deste sábado, 06/08, passando pelas ruas da Tijuca, com ponto de chegada na Aldeia Maracanã. 

Ato, no mínimo, suspeito, já que a “baderna” sobre rodas travestida de falso civilismo está sendo convocada pelo deputado bolsonarista Rodrigo Amorim, que já afirmou, em 2019, que a Aldeia Maracanã era “um lixo urbano”, tendo discutido com índios que habitam o local. 

Situada no antigo prédio do Museu do Índio, no Maracanã, ao lado do Estádio Mário Filho, a aldeia é um assentamento de indígenas urbanos que têm o projeto de construir ali o Centro de Referência da Cultura Viva dos Povos Indígenas. Diversas atividades culturais acontecem no local há mais de 15 anos. 

Os indígenas estão apreensivos quanto a possíveis agressões e convidam apoiadores da causa indígena a estarem presentes em vigília no prédio da aldeia desde a noite anterior e durante todo o sábado, em um ato de resistência. 

Com esse ponto de chegada de um ato pró-Bolsonaro, é de se desconfiar! É notório que o presidente e seus apoiadores são contra os direitos dos povos indígenas. Promovendo uma espécie de novo genocídio dos índios com declarações preconceituosas que provocam violências, Bolsonaro incentiva o garimpo e madeireiros ilegais em terras indígenas, promove o sucateamento da FUNAI, e quer impedir a demarcação de terras com o Marco Temporal. Mesmo antes de se tornar presidente, ele já deixava claro que em seu governo não haveria “um centímetro demarcado para reserva indígena”, conforme declarou em 2017. 

O SINTIFRJ repudia as ameaças e apoia a Aldeia Maracanã! Convidamos todos que puderem a estarem presentes no local, seja a partir de sexta, dia cinco, quando ocorre uma vigília, seja a partir de sábado às 9h da manhã, dia da motociata, para lutarmos contra mais essa ameaça aos povos indígenas. 

Resistir contra Bolsonaro é preciso! Todos os cidadãos devem ter seus direitos respeitados. SINTIFRJ na luta! Fora Bolsonaro! 

 

Direção Executiva – SINTIFRJ

Biênio – 2021 / 2023

Compartilhe!