Lutas

SINTIFRJ repudia corte do orçamento para a Educação

O SINTIFRJ repudia mais uma atitude do governo Bolsonaro com o objetivo de destruir a educação federal: o corte bilionário no orçamento do MEC com a desculpa de atender ao teto de gastos.

No fim de maio, o governo Bolsonaro anunciou que o corte seria de mais de R$ 3 bilhões. No início de junho, reduziu para R$ 1,6 bilhões, 7,2% a menos na verba discricionária de universidades, institutos e colégios federais. Recursos que deixam de ir para o pagamento de despesas básicas. Como os IFs e as universidades vão sobreviver sem dinheiro para limpeza, segurança, energia, água e esgoto? A medida afeta o IFRJ de maneira grave, pois a reitoria já anunciou em documento oficial do instituto que só há dinheiro para manutenção até outubro. 

O bloqueio do orçamento do MEC também tira dinheiro que seria destinado a bolsas e auxílios estudantis, impactando também a Capes, o FNDE, o INEP e a Empresa Brasileira de Serviços Hospitalares. Isso após o orçamento para a Educação em 2022 já ter sido aprovado em um valor muito abaixo do necessário.

Nada é por acaso. Tudo faz parte do projeto fascista de um governo que, com sua necropolítica, tem um projeto ideológico de emburrecimento das massas e de exclusão de parte da população aos direitos básicos e constitucionais, ao dificultar o acesso da maioria à educação de qualidade.  

O SINTIFRJ continua na luta contra o desmonte da educação pública! Não vamos desistir do ensino de qualidade e acessível a todos!

Hoje, dia 9, vamos às ruas junto às entidades estudantis em protesto contra os cortes. No Rio de Janeiro, o ato acontecerá com concentração às 16h na Candelária e seguirá em passeata até a Cinelândia a partir das 17h. Na Região dos Lagos, em Cabo Frio-RJ, o ato acontecerá na Praça Porto Rocha, a partir das 16h. Em unidade somos mais fortes! Sindicato é para lutar!

Saudações sindicais de luta!  

Diretoria Executiva do SINTIFRJ

Biênio 2021 – 2023

Compartilhe!