Notícias

Dia Mundial do Meio Ambiente

Há 50 anos, em 5 de junho de 1972, era criado o Dia Mundial do Meio Ambiente durante Conferência da ONU. Mas não é uma data comemorativa e, sim, de conscientização da população sobre o seu papel na preservação dos recursos naturais. Dia de luta contra a poluição, o desmatamento, a extinção de espécies e a perda da biodiversidade. Luta por leis que garantam um ambiente ecologicamente equilibrado, por um desenvolvimento sustentável que não ponha o planeta em risco. Dia de exigir dos governantes que façam a sua parte!

Mas no aniversário de 50 anos desta data, infelizmente, não temos nada a comemorar no Brasil. Pelo contrário, Bolsonaro tem promovido tantos ataques ao meio ambiente que o sentimento é de luto e de vergonha internacional.

No fim do mês passado, o Brasil voltou a ser cobrado pelos altos índices de desmatamento na Amazônia durante o Fórum Econômico Mundial, em Davos, na Suíça. Em abril, alcançamos o maior índice de desmatamento da região em sete anos: mais de 1 mil km². Aumento de 74,6% em comparação com o mesmo período de 2021. Os primeiros quatro meses de 2022 também tiveram o pior desmatamento desde 2016.

Em meados de maio passado, a ONU também cobrou o fim do desmatamento na Amazônia, recomendando o plantio imediato de árvores na região, e fez um alerta de que os últimos sete anos foram os mais quentes para o planeta, que está se encaminhando para uma catástrofe climática.

Mas o governo brasileiro não está interessado. Pelo contrário: seu interesse é apenas em flexibilizar leis e fiscalização ambiental, incentivar o garimpo em terras indígenas, facilitar o licenciamento de empresas que destroem o meio ambiente em áreas de preservação ambiental em prol de uma visão neoliberal ecocida e limitada. Pois o mundo todo já entendeu que meio ambiente preservado é capital ativo e economia sólida. Menos Bolsonaro e seus comparsas, preocupados em passar a boiada da destruição ambiental onde deveriam trabalhar para preservar a vida.

O SINTIFRJ repudia esse governo genocida! Matar o meio ambiente é matar a todos. Em luto, seguimos na luta pela vida do planeta!

Saudações sindicais de luta! 

Diretoria Executiva do SINTIFRJ
Biênio 2021-2023

Compartilhe!