Greve Nacional de 48h da Educação
01
out

Greve Nacional de 48h da Educação

Para intensificar a organização da luta, os últimos dias tem sido marcados pela realização de plenárias e assembleias comunitárias nas instituições para discutir a situação financeira das IFE e a construção da Greve Nacional da Educação Federal com atividades das universidades, institutos federais e Cefet nas praças e outros locais públicos, para dialogar com a sociedade. As entidades representativas de docentes, técnico-administrativos e estudantes, a saber, Andes, Fasubra, Sinasefe, UNE e Fenet, estão pela construção desse calendário permanente de lutas. Manifestações nacionais estão previstas para os dias 02 e 03 de outubro. O dia 03 também será marcado como dia nacional em defesa da Petrobrás e da soberania nacional diante das propostas de privatizações e desmonte das riquezas nacionais.

Haverá manifestações em todo o país. No Rio de Janeiro, o dia 02 será marcado por paralisação nas instituições educacionais federais e realização de atividades locais de mobilização. No Sul Fluminense haverá atividade conjunta com os Institutos de Pinheiral, Volta Redonda e Resende. O dia 03 contará com um grande ato unificado. CEFET-RJ, IFRJ e Colégio Pedro II se concentrarão às 14h para aula pública em defesa dos investimentos na educação, da democratização das IFEs e contra o Programa Future-se. Como é sabido, o CEFET tem sido o laboratório de investida do governo Bolsonaro contra a autonomia das instituições, com recente intervenção federal na reitoria local. Em seguida a aula pública, as 16h, o ato marchará unificado até a Petrobrás, em defesa da soberania nacional e para o ato da educação com demais setores no final da tarde do dia 03. Defenda a soberania nacional. Defenda a Educação Pública.

Nosso compromisso é nas ruas!

#EmDefesadaEducação
#SintifrjNaLuta

Compartilhe!

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *